EFE/Sebastiao Moreira
EFE/Sebastiao Moreira

Profissionais da saúde do continente americano são os mais infectados pela covid-19, diz Opas

Organização Pan-Americana da Saúde afirmou que já são quase 570 mil trabalhadores infectados e  ‘custo humano inaceitavelmente alto’

Redação, O Estado de S.Paulo

02 de setembro de 2020 | 14h28

O continente americano tem o maior número de trabalhadores de saúde infectados pela covid-19 em todo o mundo, apesar de esses profissionais representarem "uma pequena fração" da população, afirmou a Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) nesta quarta-feira, 2. “Nossos dados mostram que quase 570 mil profissionais de saúde em nossa região adoeceram e mais de 2,5 mil sucumbiram ao vírus”, observou Carissa Etienne, diretora da Opas, durante videoconferência.

Ela indicou que, apesar das "tendências promissoras" na região, "o custo humano desta pandemia continua inaceitavelmente alto, com quase 4 mil mortes por dia em nossa região" e "nenhum outro grupo sentiu isso de forma mais aguda" do que aqueles que compõem a força de trabalho da saúde. Etienne destacou ainda que mulheres compoem a maioria dos desses profissionais nas Américas e são as mais afetadas, representando quase três quartos dos que testaram positivo para a covid-19.

“Na verdade, os Estados Unidos e o México são responsáveis ​​por quase 85% de todas as mortes por coronavírus entre profissionais de saúde em nossa região”, disse. Etienne observou que após "meses de disseminação implacável, os casos estão se estabilizando nos Estados Unidos e no Brasil", os países mais afetados na região. Ela alertou ainda que ambos continuam relatando a maioria dos novos casos de covid-19 no mundo, "um sinal claro de que a transmissão ainda está ativa".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.