Profissionais fazem capacitação para enfrentar H1N1 no inverno

Curso em Brasília vai preparar 500 agentes de saúde do SUS para atuação em todo o País

estadão.com.br

17 Junho 2010 | 18h36

SÃO PAULO - O Ministério da Saúde promove nesta sexta-feira, 18, e no sábado, 19, em Brasília, um curso de preparação de 500 profissionais de todo o País que vão capacitar os trabalhadores que atuarão no enfrentamento da gripe H1N1 durante o inverno.

 

Esses profissionais trabalham no Sistema Único de Saúde (SUS), principalmente em unidades básicas de saúde, equipes de Saúde da Família, serviços de média e alta complexidade, hospitais, no atendimento de urgência e emergência (SAMU/192) e também em instituições públicas de ensino. Participam, ainda, coordenadores estaduais de Vigilância em Saúde e da Política Nacional de Educação Permanente.

 

Os profissionais vão atuar como multiplicadores em seus Estados, repassando as informações recebidas durante o encontro para outros trabalhadores, por meio de capacitações locais. Durante o curso, será distribuído um material denominado "Vademecum Influenza", formado por um DVD que contém manual com protocolos de tratamento e manejo clínico de pacientes, vídeos instrucionais e artigos científicos. Esse material servirá de base para a promoção regional de cursos de qualificação profissional e já está disponível no site www.saude.gov.br.

 

O "Vademecum" também será entregue a aproximadamente 300 mil médicos e 292 mil enfermeiros, em parceria entre o Ministério da Saúde e os Conselhos Federais de Medicina (CFM) e Enfermagem (COFEN) e a Associação Brasileira de Enfermagem (ABEn). Durante o encontro, também será apresentada a autoavaliação online, que poderá ser utilizada por estudantes e profissionais de saúde. Essa ferramenta possibilita checar o nível de conhecimento referente à gripe pandêmica, além de estimular o processo de aprendizagem.

 

A versão preliminar do "Vademecum Inzluenza" foi distribuída em março, no primeiro encontro desses profissionais. O objetivo foi avaliar o material e receber sugestões por parte dos profissionais e gestores de saúde. A versão final a ser entregue no encontro foi coordenada pelo Núcleo de Educação em Saúde Coletiva da Universidade Federal de Minas Gerais (Nescon/UFMG) e teve a participação de técnicos do Ministério da Saúde, professores, especialistas e dos núcleos de Telessaúde da Universidade de São Paulo (USP) e da UFMG.

 

Programação

 

Na manhã do primeiro dia do encontro, será apresentada a situação epidemiológica atual da gripe A, seguida da exibição dos materiais que poderão ser usados pelas equipes que atuam no enfrentamento do vírus H1N1.

 

O curso contempla, ainda, discussões em grupo a partir de casos, direcionadas aos profissionais das diferentes áreas de atuação. No segundo dia, haverá reuniões em grupos divididos por Estados e regiões para elaboração de propostas de capacitações regionais.

 

Vacinação

 

Com 80,2 milhões de imunizados contra a gripe suína, o Brasil atingiu a meta de vacinar pelo menos 80% do público-alvo, de 100 milhões de pessoas. Nos grupos prioritários para a vacinação, a meta foi atingida entre trabalhadores de saúde, doentes crônicos, crianças menores de 2 anos, adultos de 20 a 29 anos e indígenas.

 

Serviço

 

Curso de preparação de multiplicadores para enfrentamento de pandemia de influenza

Data: 18 e 19 de junho

Horário: 8h30 (abertura)

Local: Grand Bittar Hotel

Setor Hoteleiro Sul (SHS), Quadra 5, Bloco A - Brasília (DF).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.