Quadro de saúde de Pitanguy é 'delicado', diz cardiologista

Pitanguy chegou ao Pronto-Socorro de Angra com sintomas da chamada doença pulmonar obstrutiva crônica

Roberta Pennafort, da Agência Estado,

26 de outubro de 2008 | 12h11

O quadro de saúde do cirurgião plástico Ivo Pitanguy é classificado como "delicado" pelo cardiologista Honório Vargas, que o atendeu pela manhã, no Pronto-Socorro de Angra dos Reis, no Litoral Sul do Rio, onde ele passava o fim de semana. Segundo Vargas, Pitanguy chegou à unidade com sintomas da chamada doença pulmonar obstrutiva crônica, "muito própria das pessoas de idade". Ele tem 82 anos.   "Nesses casos, a oxigenação do sangue fica comprometida. A situação é delicada, inspira cuidados. Ele respira por meios próprios, mas precisa de auxílio de oxigênio", contou o médico. Pitanguy passou mal em sua casa, na Ilha dos Porcos. Foi levado de lancha até o cais e de lá, pelo Corpo de Bombeiros, para o Pronto-Socorro. Então seguiu para um campo de futebol, onde embarcou num helicóptero rumo ao Rio.   Na capital, o paciente será internado no Hospital Samaritano, na zona sul.

Tudo o que sabemos sobre:
pitanguy

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.