Quando a retirada das amídalas é indicada?

Atualmente, a indicação mais freqüente para a retirada das amídalas das crianças é a obstrução das vias respiratórias, que ocasiona respiração bucal e deformidade no desenvolvimento facial. Há ainda indicações para infecções repetidas, quando as amídalas apresentam alterações estruturais acentuadas que retêm secreções que possibilitam o alojamento de bactérias. Nos adultos, a retirada ocorre por causa da Síndrome da Apnéia Obstrutiva do Sono. As amídalas podem crescer como um processo normal até os dois anos de idade, pois neste período a criança substitui os anticorpos recebidos da mãe por aqueles provocados pelo contato com os agentes do meio ambiente. Após este período, com o estabelecimento do padrão adulto imunológico, a retirada das amídalas não causa interferências no mecanismo de defesa. Geralmente, após esta faixa etária (2 anos) há uma tendência à regressão das amídalas em relação ao desenvolvimento corporal e, de maneira geral, as adenóides já não existem mais durante a puberdade. A ausência desta regressão é indicativo de um processo inflamatório crônico. * Otorrinolaringologista do Hospital Albert Einstein.

Agencia Estado,

01 de dezembro de 2006 | 11h46

Tudo o que sabemos sobre:
artigos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.