Quase 25% dos bebês em Pequim consumiram leite contaminado

Escândalo alimentício causou a morte de pelo menos quatro bebês e afetou mais de 50.000 crianças

Efe,

26 de outubro de 2008 | 01h39

Cerca de 25% dos bebês saudáveis de Pequim consumiram alguma vez leite em pó contaminado, segundo uma pesquisa realizada com 307.779 famílias com filhos, publicada neste domingo, 26, pela agência oficial de notícias Xinhua. Veja tambémHong Kong detecta dois produtos contaminados com melaminaHong Kong testará também a carne importada da China A pesquisa, feita entre 20 de setembro e 24 de outubro, determinou que, entre os entrevistados, todos eles com filhos abaixo dos 3 anos, 75.474 tinham tomado o produto adulterado com melamina. A melamina é um composto químico utilizado na fabricação de plásticos e resinas com o qual se pretendiam falsificar os níveis de proteínas em diversos produtos lácteos. O escândalo do leite contaminado na China causou a morte de pelo menos quatro bebês e afetou mais de 50.000 crianças, das quais mais de 3.000 continuam sob tratamento, além de ter reavivado o medo no exterior dos produtos "Made in China".

Tudo o que sabemos sobre:
ChinaPequimleite contaminadomelamina

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.