Quase 500 casos de gastrenterite são registrados em 2 cruzeiros da Flórida

Surto foi provocado por norovírus, transmitido por água ou alimentos contaminados

Efe,

06 de fevereiro de 2012 | 07h57

 Dois navios da linha de cruzeiros da Flórida (EUA) Princess Cruises retornaram de uma viagem pelo Caribe com um total de 499 casos de gastrenterite causados por norovírus, cuja origem ainda é desconhecida, informou a companhia neste domingo.

O navio Crown Princess retornou no sábado a Fort Lauderdale (Flórida) com 364 passageiros e 30 membros da tripulação doentes, do total de 3,1 mil pessoas que levava a bordo, segundo indicou à emissora "CNN" a porta-voz do Princess Cruises, Julie Benson.

Outros 92 passageiros e 13 membros da tripulação do cruzeiro Ruby Princess, que desembarcou neste domingo no litoral sul-americano, estavam também infectados com norovírus, acrescentou.

"Estamos trabalhando ao lado do Centro de Controle de Doenças (CDC) para identificar a causa", disse Julie, que explicou que os investigadores dessa agência federal inspecionaram a limpeza e estado dos dois navios, que retornaram neste domingo ao mar.

Os efeitos do norovírus não costumam ser graves, mas causa diarreia, vômitos e dor abdominal e é transmitido através da ingestão de alimentos ou água contaminada, além do contato com superfícies infectadas pelo vírus.

Tudo o que sabemos sobre:
cruzeiroFlóridagastrenterite

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.