Quatro são presos no Paraná por venda de remédios irregulares

Mais de 10 mil frascos de medicamentos que não tinham autorização da Anvisa para comercialização

Solange Spigliatti, Central de Notícias

15 Fevereiro 2011 | 13h03

SÃO PAULO - Quatro pessoas foram presas nesta segunda-feira, 14, no Paraná, durante operação da Polícia Civil e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) em um laboratório e quatro distribuidoras de fitoterápicos em Curitiba e região metropolitana.

 

Veja também:

link R$ 160 mil em medicamentos contra câncer são aprendidos em SP e no Rio

 

Segundo a Agência de Notícias, mais de 10 mil frascos de medicamentos que não tinham autorização da Anvisa para comercialização foram apreendidos. A operação foi realizada num laboratório em Curitiba e em quatro distribuidoras de fitoterápicos: duas na capital, uma em Campo Largo e uma em Pinhais.

 

Dois proprietários do laboratório foram presos e dois proprietários de distribuidoras foram liberados mediante pagamento de fiança. Também foram encontrados cerca de 500 frascos de fitoterápicos em situação irregular na distribuidora localizada em Campo Largo.

 

De acordo com o especialista em regulação e vigilância sanitária da Anvisa, Antonio Amarílio Lopo Neto, os medicamentos fitoterápicos - à base de ervas - apreendidos têm em sua composição substâncias derivadas da arnica, nas variações em cápsula e pastilhas.

Mais conteúdo sobre:
remédios

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.