Reprodução
Reprodução

Recém-nascida diagnosticada com coronavírus recebe alta da maternidade

No décimo dia de vida, Rebeca foi testada porque havia apresentado um problema gastrointestinal, apesar de ser um sintoma menos recorrente da doença causada pela covid-19

Redação, O Estado de S.Paulo

10 de abril de 2020 | 15h55

A recém-nascida que foi diagnosticada com o novo coronavírus no Hospital e Maternidade Santa Joana, na cidade de São Paulo, teve alta na manhã de quinta-feira, 9. A bebê, de nome Rebeca, estava isolada na UTI Neonatal exclusiva, sem proximidade com pacientes.

No décimo dia de vida, Rebeca foi testada para o coronavírus porque havia apresentado um problema gastrointestinal, apesar de ser um sintoma menos recorrente da doença causada pela covid-19. Os sintomas mais comuns são tosse seca, febre e dificuldade para respirar. 

A mãe, Michele, que visitava a bebê na UTI Neonatal, também havia contraído o coronavírus e era assintomática.

A transmissão da covid-19 no período neonatal (entre o nascimento e os 28 dias de vida) pode acontecer de duas formas, segundo a literatura médica. Pode ser tanto uma transmissão vertical, no periparto, como horizontal, após o nascimento. Como o diagnóstico de Rebeca aconteceu no décimo dia de vida, o hospital não conseguiu definir a forma de transmissão. 

Com a alta dela, o Santa Joana não registra, no momento, casos de bebês com coronavírus.

Receba no seu email as principais notícias do dia sobre o coronavírus

Para Entender

Coronavírus: veja o que já se sabe sobre a doença

Doença está deixando vítimas na Ásia e já foi diagnosticada em outros continentes; Organização Mundial da Saúde está em alerta para evitar epidemia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.