Reuters
Reuters

Reino Unido cancela cota de 30 milhões de doses da vacina contra gripe suína

Britânicos registram queda no número de casos da doença; menos de 5 milhões foram vacinados

Efe

07 Abril 2010 | 14h02

O Reino Unido chegou a um acordo com a gigante farmacêutica GlaxoSmithKline para anular parte de seu pedido de vacinas contra a gripe H1N1.

 

Veja também:

linkAnvisa vai acompanhar reações a vacina contra gripe 

linkOMS garante que a pandemia está sob controle

especialESPECIAL: Entenda a gripe suína  

 

O Governo de Gordon Brown encomendou 90 milhões de doses contra a nova gripe, suficientes para vacinar toda a população e mais que qualquer outro país europeu.

 

Como foram registrados menos de cinco mil casos semanais nos últimos três meses, o país tem agora muito mais doses de vacina do que necessita, informa o jornal The Guardian.

 

O acordo de cancelamento parcial economizará um terço do valor do contrato inicialmente assinado, e mesmo assim continuarão sobrando vacinas.

 

O Governo, que pagará por 38,4 milhões de doses em vez de 60 milhões, tinha feito um pedido adicional de 30 milhões à Baxter Healthcare, mas o contrato tinha uma cláusula que permitia anulá-lo, o que ocorreu no final de fevereiro.

 

Menos de cinco milhões de pessoas receberam a vacina Pandemrix no país.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.