Repasse atrasado deixa 7,5 mil sem receber no Santa Marcelina

Secretaria Municipal de Saúde deixou de repassar aproximadamente R$ 19 milhões; funcionários receberam comunicado

Paula Felix, O Estado de S. Paulo

06 Dezembro 2014 | 03h00

SÃO PAULO - A Secretaria Municipal de Saúde atrasou o repasse de verbas para a Organização Social de Saúde (OSS) Santa Marcelina, o que deixou cerca de 7,5 mil funcionários sem receber o pagamento do salário, nesta sexta-feira, 5. A pasta deixou de repassar aproximadamente R$ 19 milhões.

A OSS administra 112 equipamentos de Atenção Básica de Saúde na zona leste da capital, como Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e postos da Assistência Médica Ambulatorial (AMA), além do Hospital Cidade Tiradentes.

Nesta sexta, funcionários receberam um comunicado da diretoria da OSS informando que a entidade estava “aguardando o repasse de recursos provenientes da prestação de serviços”. O comunicado informava ainda que a entidade estava em negociação com a pasta para normalizar a situação. O pagamento da primeira parcela do 13.º foi efetuado. “A gente deveria ter recebido hoje (sexta). É a primeira vez que isso acontece”, disse um funcionário do Hospital Cidade Tiradentes que não se identificou.

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde informou que o atraso foi causado por “acertos administrativos” e o depósito será feito na próxima segunda-feira. “A pasta vem dialogando com a organização social para evitar transtornos aos profissionais e pacientes.” 


Mais conteúdo sobre:
Santa Marcelina Saúde

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.