Agência EFE/ STR
Agência EFE/ STR

República Democrática do Congo tem 88 casos de ebola

Aos 88 diagnosticados ainda podem ser somados outros 30 prováveis casos dos quais nunca foi possível obter amostras para que fossem confirmados em laboratório

EFE / Kinshasa, Agência Brasil

01 Setembro 2018 | 12h12

O último surto de ebola na República Democrática do Congo já teve 88 casos confirmados desde o início epidemia - há exatamente um mês -, a mais grave do país nos últimos dez anos.

Os 88 diagnosticados ainda podem ser somados a outros 30 prováveis casos dos quais nunca foi possível obter amostras para que fossem confirmados em laboratório.

Se essa quantidade for levada em conta, o número de mortes ocasionadas sobe de 47 (casos confirmados) para 77 (somados os casos sem possibilidade de confirmação do ebola).

As autoridades investigam atualmente outros 13 casos suspeitos, segundo informou o Ministério da Saúde do país no último boletim sobre a situação, com dados atualizados em 31 de agosto. Com esses números, esta epidemia - a segunda do ano - já pode ser considerada a mais grave da última década.

O vírus é transmitido através do contato direto com sangue e fluidos corporais contaminados, e se torna cada vez mais virulento conforme o processo avança, podendo alcançar uma taxa de mortalidade de 90%.

Organizações médicas internacionais e o governo da República Democrática do Congo realizam uma campanha de vacinação que já atendeu mais de cinco mil pessoas.

Agência Brasil

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.