Resultado de exame necrológico de tripulante sairá na próxima semana

Objetivo é verificar a provável presença do vírus H1N1, da gripe suína, que ainda não foi descartado

Zuleide de Barros,

22 de fevereiro de 2012 | 18h38

 Só na próxima semana é que o Departamento Epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde de Santos deverá esclarecer as causas da morte da tripulante do navio MSC Armonia, Fabiana Pasquarelli, de 30 anos, que morreu na madrugada de sábado com infecção respiratória aguda, após ser internada na quarta-feira, no Hospital Ana Costa. Exames preliminares feitos pelo Instituto Adolfo Lutz, da capital, apontaram a presença do vírus Influenza B, que provoca a gripe comum. Os exames necrológicos ainda estão sendo executados. O objetivo desses exames é verificar a provável presença do vírus H1N1, da gripe suína, que ainda não foi totalmente descartado.

Desde o dia em que foi internada, a moça, que trabalhava como garçonete no navio, teve o seu quadro agravado, respirando com a ajuda de aparelhos. A família de Fabiana afirma que antes mesmo de embarcar para novo cruzeiro, ela já vinha apresentando sintomas de uma gripe forte. No sábado, quando o transatlântico iria zarpar rumo à Argentina e Uruguai, para um cruzeiro de nove dias, outros sete tripulantes e três passageiros, que desembarcaram, apresentaram sintomas de gripe e foram internados. Na segunda-feira, todos receberam alta, permanecendo em observação em suas casas. Em seis dos dez pacientes foi observada a presença do vírus da Influenza B. Uma médica do hospital também apresentou sintomas semelhantes aos de Fabiana. Com a chegada no Uruguai, outros tripulantes da mesma embarcação queixaram-se de febre e dores nas costas.

Em razão da morte e da suspeita de um eventual surto, o Armonia chegou a ficar retido no cais para que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) tomasse todas as providências necessárias para a liberação do navio. Toda a tripulação foi vacinada e não teve autorização para descer do navio. Demorou mais de seis horas para que os passageiros, procedentes de um cruzeiro para Ilha Grande, no Rio de Janeiro e Ilhabela (SP), pudessem deixar a embarcação, após liberação da Anvisa. Mais de 2 mil embarcaram para o cruzeiro de Carnaval. A previsão é de que o navio retorne a Santos na próxima segunda-feira.

Tudo o que sabemos sobre:
cruzeiroArmoniainfluenzamorteSantos

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.