Ribeirão Preto chega a 658 casos de dengue no ano

A Vigilância em Saúde também descartou um dos casos suspeitos de um morador ter contraído febre amarela

Brás Henrique, Agência Estado

08 de maio de 2008 | 21h41

A Vigilância Epidemiológica de Ribeirão Preto confirmou nesta quinta-feira, 8, que a cidade teve mais 78 casos de dengue confirmados. Assim, Ribeirão já tem 658 casos da doença neste ano. Araraquara ainda é a cidade do Estado com maior incidência da doença: 776 casos no ano.   Os últimos resultados positivos de Ribeirão Preto referem-se aos exames coletados em abril, o mês que teve maior incidência da doença: 243 confirmações. Antes foram 86 casos em janeiro, 111 em fevereiro e 218 em março. Ribeirão Preto já teve quatro epidemias de dengue: em 1990 (2.305 casos), em 2001 (3.190), em 2006 (6.438) e em 2007 (2.690).   A Vigilância em Saúde de Ribeirão Preto também descartou nesta quinta-feira, 8, um dos casos suspeitos de um morador ter contraído febre amarela. O homem esteve em Frutal (MG), região que teve registro da doença, em abril, mas os exames laboratoriais descartaram que ele tenha sido infectado pela doença. O homem está bem.   Outros dois casos suspeitos de febre amarela, de pessoas da cidade, aguardam os resultados dos exames. Eles também estão bem. A Vigilância em Saúde ainda aguarda os resultados de exames de três pessoas que morreram: um homem de Cravinhos, outro de Luís Antônio e uma mulher de Ribeirão Preto. Para os três foram solicitados exames de hantavirose, leptospirose e até de dengue. Os funcionários da Saúde acreditam que os casos serão negativos, mas aguardam os resultados dos exames. Uma mulher de Ribeirão Preto, que morreu, por infarto, teve a suspeita de dengue descartada em exames.

Tudo o que sabemos sobre:
dengueepidemiaSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.