Ribeirão Preto confirma 1ª morte por meningite meningocócica do ano

Vítima é uma mulher de 30 anos, que morreu no dia 14 pela forma mais grave da doença

BRÁS HENRIQUE, Agência Estado

25 de agosto de 2010 | 15h48

Ribeirão Preto - A Secretaria Municipal da Saúde de Ribeirão Preto (SP) confirmou a primeira morte do ano por meningite meningocócica, o caso mais grave da doença.

A vítima é uma mulher de 30 anos, que morreu no dia 14 deste mês. O município aguarda apenas o Instituto Adolfo Lutz, de São Paulo, confirmar qual foi o tipo de bactéria meningocócica que provocou o óbito.

A médica sanitarista Maria Elizabeth Monteiro, da Vigilância Epidemiológica do município, diz que o período de inverno, com tempo seco, é o que mais preocupa. A cidade já tem 46 casos de meningite neste ano, sendo 11 do tipo meningocócica.

As 11 confirmações do caso mais grave da doença neste ano preocupam, pois já superam os casos registrados em 2008 e 2009 - seis casos em cada ano. Maria Elizabeth diz que as pessoas com febre alta, vômitos e dores na cabeça, na região da nuca, devem procurar o médico imediatamente. "Não pode esperar rigidez na nuca, que já é um quadro avançado da doença", alerta.

Tudo o que sabemos sobre:
saúdemeningiteRibeirão Preto

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.