Ribeirão tem 3,7 mil casos de dengue, 836% a mais que em 2014

Cidade registrou duas mortes pela doença neste ano; também há suspeitas de febre chikungunya

Rene Moreira, Especial para O Estado

17 Novembro 2015 | 22h54

Os casos de dengue aumentaram 836% em Ribeirão Preto de janeiro a outubro deste ano, em relação a todo o ano passado. Até o mês passado, foram registradas 3.746 ocorrências da doença na cidade, ante 400 de janeiro a dezembro de 2014.

Os números são do Boletim Epidemiológico Mensal, divulgado nesta terça-feira, 17, e que aponta ainda que em outubro deste ano foram 63 casos, ante 10 no mesmo mês do ano passado.

A região oeste da cidade é a que teve mais pessoas contaminadas pelo Aedes aegypti neste ano, somando 1.210 ocorrências. Em seguida, vêm os bairros da região leste, com 860 registros, e a região norte, com 776 casos. 

Ribeirão Preto já registrou neste ano duas mortes por causa da doença - duas mulheres, de 28 e de 60 anos.

Chikungunya. O Boletim Epidemiológico indicou ainda o registro no município, no mês de outubro, de mais um caso suspeito de febre chikungunya. Neste ano, foram 17 registros da doença na cidade - e dois foram confirmados por meio de exames.

Os casos confirmados são de um homem de 45 anos, contaminado em julho, e de uma mulher de 40 anos, cuja doença foi detectada após exames em setembro.

Mais conteúdo sobre:
Ribeirão Preto Dengue

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.