Rio de Janeiro registra primeira morte por dengue do ano

Foi confirmada no Rio de Janeiro a primeira morte por dengue neste ano. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, uma mulher de 45 anos, moradora de Jacarepaguá, zona oeste da cidade, morreu no último dia 9, no Hospital das Clínicas. A Fundação Oswaldo Cruz confirmou ontem o caso de dengue através dos resultados de exames laboratoriais. Segundo dados divulgados pela secretaria, desde o início do ano foram notificadas 217 ocorrências da moléstia no município. Durante todo o mês de janeiro de 2005, foram registrados 58 casos. Para combater o mosquito transmissor da doença, Estado e município se uniram numa força-tarefa, que conta com o reforço de bombeiros. Com apoio de seis carros fumacê, o grupo começou o trabalho integrado no dia 19, em Curicica, Jacarepaguá. O local é o ponto de maior incidência de dengue, tendo sido registradas até agora 35 ocorrências. Em dezembro do ano passado, o aposentado Antônio de Jesus Assis, de 52 anos, morador de Vargem Pequena, também na zona oeste do Rio, morreu de dengue hemorrágica no Hospital Lourenço Jorge, na Barra da Tijuca.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.