Rio Grande do Sul libera primeiros registros para o Mais Médicos no País

Conselho de Medicina autoriza 19 médicos estrangeiros e brasileiros formados no exterior a atuar no Estado

Fernanda Bassette, O Estado de S. Paulo

19 de setembro de 2013 | 17h38

O Conselho Regional de Medicina do Rio Grande do Sul (Cremers) liberou nesta quinta-feira (19) os primeiros 19 registros provisórios do País para médicos estrangeiros e brasileiros formados no exterior, que vão atuar no Estado por meio do programa Mais Médicos. Os registros incluem médicos brasileiros formados no exterior, uruguaios, argentinos, cubanos e até um palestino.

Ao todo, o Cremers possui ainda 21 pedidos em análise. Esses oito pedidos foram protocolados pelo Ministério da Saúde no dia 29 de agosto. Com essa liberação, o Rio Grande do Sul se torna o primeiro Estado brasileiro a fornecer o documento para os profissionais, que devem iniciar as atividades nos municípios selecionados a partir de segunda-feira, dia 23.

O Cremers foi o primeiro conselho do País a ajuziar ação civil pública na Justiça Federal. Na quarta-feira, dia 18, após diversas tentativas por parte da classe médica, uma nova decisão judicial determinou que o Cremers fornecesse o documento aos médicos.

Tudo o que sabemos sobre:
Mais médicosSaúde

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.