José Luís da Conceição/Estadão
José Luís da Conceição/Estadão

Rio já registra 34 mortes por febre amarela em 2018

Total de casos no Estado chega a 77 neste ano

Fábio Grellet, O Estado de S.Paulo

20 Fevereiro 2018 | 22h01

RIO - Trinta e quatro pessoas já morreram em consequência da febre amarela no Estado do Rio de Janeiro em 2018, segundo boletim divulgado nesta terça-feira, 20, pela secretaria estadual de Saúde. O número de casos chegou a 77. Em relação ao balanço anterior, apresentado pela pasta na segunda-feira, foram confirmados mais uma morte e três casos.

+++ Chega a 5 o número de casos autóctones de febre amarela na cidade de SP; 3 morreram

A morte mais recente ocorreu em Teresópolis, que agora soma seis óbitos devido à doença. O município também ampliou o número de casos, de nove para onze. O terceiro caso foi registrado em Duas Barras, que agora tem cinco casos.

+++ Francesa que viajou por Minas Gerais é diagnosticada com febre amarela

Dezessete municípios do Estado do Rio registram ao menos um caso de febre amarela. O município com mais ocorrências continua sendo Valença (17, com seis mortes), seguido por Angra dos Reis (12 casos e sete mortes), Teresópolis (11 casos e seis mortes), Nova Friburgo (7 casos e três mortes), Sumidouro (6 casos e duas mortes), Cantagalo (5 casos e três mortes), Duas Barras (5 casos), Rio das Flores (3 casos e duas mortes), Carmo e Maricá (2 casos e uma morte em cada município), Engenheiro Paulo de Frontin, Miguel Pereira e Paraíba do Sul (1 caso e uma morte em cada), Petrópolis, Vassouras, Paty do Alferes e Mangaratiba (1 caso em cada). 

+++ Vírus da febre amarela é encontrado em mais uma espécie de Aedes

O Estado registra dez casos de macacos mortos pela febre amarela: em Niterói, Angra dos Reis, Barra Mansa, Valença, Miguel Pereira, Volta Redonda, Duas Barras, Paraty, Engenheiro Paulo de Frontin e Araruama.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.