Fabricio Spatti/PM Rio Preto/Divulgação
Fabricio Spatti/PM Rio Preto/Divulgação

Rio Preto terá 'lockdown noturno' contra covid; cidades da região também fecham

Das 18h às 6h, todo o comércio fecha, incluindo bares, restaurantes, supermercados e postos de combustível. A venda e o consumo de bebidas alcoólicas ficam proibidos nos fins de semana

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

16 de junho de 2021 | 10h00

SOROCABA - São José do Rio Preto, uma das principais cidades do interior de São Paulo, entra em lockdown noturno, a partir desta quinta-feira, 17, na tentativa de frear o avanço do coronavírus. Das 18h às 6h, todo o comércio fecha, incluindo bares, restaurantes, supermercados e postos de combustível. O transporte coletivo poderá circular até as 20 horas para o retorno dos trabalhadores às suas casas. A venda e o consumo de bebidas alcoólicas ficam proibidos nos fins de semana.

A medida, anunciada pelo prefeito Edinho Araújo (MDB), vigora até o dia 2 de julho e será acompanhada por outras cidades da região. O alvo principal são as aglomerações em bares, festas clandestinas e eventos familiares.

Antes de definir o fechamento, o prefeito de Rio Preto reuniu-se com os gestores de Bálsamo, Bady Bassit, Cedral, Guapiaçu, Mirassol e Neves Paulista defendendo a necessidade do fechamento regional. Os prefeitos de Bálsamo, Bady Bassit e Cedral já disseram que vão acompanhar as restrições da cidade polo regional.

O lockdown noturno foi decidido após reunião do prefeito Edinho com o centro de enfrentamento ao coronavírus de Rio Preto e com representantes dos hospitais, do Judiciário e do Ministério Público. Os principais hospitais da cidade estão lotados. “Pacientes, com a cepa que está aí, estão demorando mais na UTI e não temos onde colocar novos doentes. Vai morrer paciente na fila por falta de leito”, disse o provedor da Santa Casa, Nadin Cury.

A gerente administrativa do Hospital de Base, Amália Tieco, considerou a situação dramática e defendeu o fechamento. “Estamos fazendo várias negativas de solicitações por leitos. Vivemos uma situação aguda que exige medidas drásticas”, disse. Nesta terça, foram confirmados mais 430 casos de covid-19 em Rio Preto, totalizando 81.383. Os óbitos já somam 2.322, sendo que 1.400 mortes são deste ano.

Em Catanduva, o lockdown decretado pela prefeitura entrou em vigor nesta terça-feira e segue até o próximo dia 29. A medida foi adotada depois que o Ministério Público estadual ajuizou ação para responsabilizar o prefeito Osvaldo de Oliveira Rosa (PSDB).

Todas as atividades comerciais, industriais e de prestação de serviços estão proibidas, exceto as de segurança. O decreto veta a circulação de veículos e pessoas, a não ser em casos excepcionais. O transporte coletivo foi suspenso e a cidade teve o primeiro dia de ruas totalmente vazias. Outras 14 cidades da região adotaram medidas mais restritivas que as previstas no Plano São Paulo, do governo estadual.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.