Rio registra 37 novos casos de microcefalia em 4 dias

Desde 1º de janeiro de 2015 até 30 de janeiro deste ano foram feitos 208 registros da má-formação no Estado

Fábio Grellet, O Estado de S. Paulo

03 Fevereiro 2016 | 17h08

RIO - Em 4 dias, de 26 a 30 de janeiro, o Estado do Rio de Janeiro registrou 37 novos casos de microcefalia (má-formação que se caracteriza quando o bebê nasce com perímetro cefálico menor ou igual a 32 centímetros). O dado foi divulgado nesta quarta-feira, 3, pela Superintendência de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Estado de Saúde. Desde 1º de janeiro de 2015 até 30 de janeiro deste ano foram registrados 208 casos de microcefalia no Estado - até o dia 26 de janeiro haviam sido notificados 171 casos. 

Os números foram consolidados após cruzamento de informações extraídas do Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (Sinasc) e do Relatório de Emergência em Saúde Pública (Resp), ambos do Ministério da Saúde. Em 2014 foram registrados 10 casos dessa má-formação no Estado do Rio. Dos 208 bebês vítimas da má formação, 167 já nasceram e 41 estavam em período intrauterino. 

Setenta mulheres relataram histórico de manchas vermelhas pelo corpo ao longo da gravidez. Desde 18 de novembro de 2015, quando se tornou obrigatória no Estado do Rio a notificação de gestantes com manchas vermelhas na pele (exantema), já foram notificados 3.449 casos de grávidas com exantema.

Até esta quarta-feira, 159 tiveram a confirmação de zika vírus, mas ainda não há confirmação se os fetos apresentam microcefalia. O resultado positivo para zika vírus não configura a existência de microcefalia.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.