Rio terá R$ 30 mi para serviços médicos de alta complexidade

Assistência cardiovascular e traumatologia ortopédica serão alguns dos tratamentos financiados pelo recurso

Agência Brasil,

17 de novembro de 2009 | 14h49

O Rio de Janeiro receberá R$ 30 milhões do Ministério da Saúde para reforçar o atendimento de serviços de média e alta complexidades. Os recursos serão incorporados ao teto financeiro anual do estado e do município, e foram garantidos por meio de portaria publicada no Diário Oficial da União desta terça-feira, 17.

 

Veja também:

linkÓrgão dos EUA condena mamografia anual e autoexames 

 

Os recursos serão transferidos mensalmente do Fundo Nacional de Saúde para o Fundo Municipal de Saúde do Rio de Janeiro. O repasse leva em consideração o aumento crescente da prestação de serviços hospitalares na capital.

 

Entre os serviços de alta complexidade, segundo o Ministério da Saúde, se destacam aqueles nas áreas de assistência cardiovascular e traumatologia ortopédica e os de alto custo. Os serviços de alta complexidade precisam funcionar integrados aos demais níveis de atenção básica e de média complexidade, nas unidades devidamente credenciadas. A média complexidade é voltada ao atendimento dos principais problemas de saúde da população, cuja complexidade, na prática, necessite de profissionais especializados e de recursos tecnológicos, para apoiar no diagnóstico e tratamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.