NASA/JPL-Caltech/Divulgação
NASA/JPL-Caltech/Divulgação

Robô Spirit completa sete anos em Marte, mas há pouco para comemorar

Veículo robótico está preso em um banco de areia desde abril de 2009 e não consegue se comunicar com a Terra desde março de 2010

estadão.com.br e AP,

03 Janeiro 2011 | 10h34

Nesta segunda-feira, 3, o veículo robótico Spirit da Nasa faz sete anos no planeta vermelho, mas há pouco para comemorar no momento. Não só ele está preso em um banco de areia, ele também não consegue se comunicar com a Terra desde março.

 

Veja também:

link Página da missão do Spirit

link Sonda dá dicas de viagem para robô em Marte

linkÚltimas imagens do Spirit antes do inverto em Marte

 

A agência não sabe ao certo se o robô está morto, mas continua na escuta, realizando checagens diárias na esperança de algum sinal do Spirit, que atolou na areia em abril de 2009.

 

Além de continuar escutando, o projeto também usa uma técnica de paginação chamada "Sweep e Beep" para estimular o robô a responder. No entanto, o período de pico de insolação (quando a chance resposta do robô é maior) acontece somente em março de 2011.

 

"Há uma possibilidade real de que o Spirit nunca mais acorde", disse Dave Lavery, responsável pelo programa de veículos robóticos de Marte da Nasa.

 

"Não estou pronto para dizer adeus ainda", disse o chefe da missão Steve Squyres. "Esse momento vai chegar um dia, mas ainda não é a hora."

 

Enquanto isso, seu "gêmeo", o robô Opportunity, está explorando a enorme cratera Endeavour, de 90 metros de diâmetro, que os cientistas acreditam conter pistas sobre o passado do planeta vermelho.

Mais conteúdo sobre:
Marte Nasa Spirt

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.