Rússia investe US$ 740 milhões na construção de nova base espacial

Terminal Vostochny será 1ª base nacional civil e garantirá independência russa em matéria espacial

Efe

19 Julho 2010 | 15h11

MOSCOU - O primeiro-ministro russo, Vladimir Putin, anunciou nesta segunda-feira, 19, que o governo vai investir US$ 740 milhões nos próximos três anos para a construção de uma nova base espacial no extremo oriente do país.

"Confio muito que Vostochny se transformará na primeira base nacional civil e garantirá a independência russa em matéria espacial", afirmou Putin durante uma visita de inspeção à sede da corporação aeroespacial Energuia.

Putin explicou que o montante inicial servirá "para colocar as bases" da base, que será menor que a de Baikonur, no Cazaquistão. No entanto, o valor não deve ser suficiente para completar sua construção.

"É importante que a nova base garanta a manutenção de praticamente todos os projetos espaciais em gestação, incluindo aparatos tripulados e futuras naves interplanetárias", disse.

O chefe da agência espacial russa Roscosmos, Anatoli Permínov, adiantou que Vostochny contará com rampas de decolagem, pistas de aterrissagem e plantas de oxigênio, hidrogênio e nitrogênio.

"Na construção, trabalharão entre 5 mil e 12 mil pessoas de maneira permanente e, eventualmente, haverá um máximo de 30 mil operários", comentou.

Permínov esclareceu que a nova base não contará com tanta infraestrutura como Baikonur, construída pela URSS em 1955, já que será "um terminal espacial menor e mais barato".

Após a queda da União Soviética, a Rússia se viu obrigada a alugar as instalações de Baikonur, que se encontram nas estepes cazaques.

Em janeiro de 2004, Putin e o presidente do Cazaquistão, Nursultan Nazarbayev, assinaram um novo acordo de aluguel que permitirá a Moscou utilizar Baikonur como seu maior terminal espacial até 2050.

De Baikonur, a Rússia realiza 70% dos lançamentos de seu programa espacial civil e militar, e até 80% dos contratos assinados com outros países para pôr em órbita seus satélites de comunicação.

Mais conteúdo sobre:
Rússia Vostochny Baikonur base espacial

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.