Rússia põe em órbita satélite de navegação Glonass-M

Em sua composição definitiva, o sistema Glonass contará com 24 satélites operacionais, oito por cada plano de órbita

Efe

03 de outubro de 2011 | 14h18

MOSCOU - A Rússia pôs nesta segunda-feira, 3, em órbita um satélite para seu sistema de navegação Glonass, análogo ao GPS americano, informou o Ministério da Defesa russo.

 

O aparelho, um Glonass-M, com 1.450 quilos e uma vida útil de sete anos, foi lançado ao espaço com um foguete Soyuz-2 a partir da base de Plesetsk, situado no noroeste do país.

 

"Todos os sistemas de bordo do aparelho funcionam normalmente", disse à agência Interfax um porta-voz de Defesa.

 

O de hoje é o segundo lançamento de um satélite Glonass desde Plesetsk e o primeiro de um foguete Soyuz desde o dia 24 agosto passado, quando um portador dessa classe não pôde pôr em órbita um cargueiro Progress, que caiu pouco depois da decolagem.

 

Em sua composição definitiva, o sistema Glonass contará com 24 satélites operacionais, oito por cada plano de órbita, além de vários aparatos situados em órbitas de reserva

 

Neste ano a Rússia efetuou 20 lançamentos de foguetes espaciais, três dos quais fracassaram.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.