Russos comemoram 50 anos do lançamento do satélite Sputnik

Marco inicial da corrida espacial orgulha russos; memorial é inaugurado em Moscou nesta quinta

Richard Galpin, BBC

04 de outubro de 2007 | 06h15

A Rússia realiza nesta quinta-feira, 4, uma série de cerimônias para marcar os 50 anos do lançamento do primeiro satélite espacial feito pelo homem, o Sputnik, pela então União Soviética, que deu início à Era Espacial. Entre os eventos, está a inauguração de um novo monumento na capital, Moscou.   Veja também: Há meio século, o começo de uma nova era  Nasa reconhece que China deve vencer nova corrida espacial Satélite Sputnik lançou corrida espacial Os 50 anos da corrida espacial O lançamento do Sputnik é considerado um dos momentos mais importantes da história, e deu início à corrida espacial com os Estados Unidos, que acabaram enviando uma missão tripulada à Lua. Depois de anos de declínio do programa espacial russo, a nação volta a olhar para o espaço e faz planos ambiciosos. Cientistas e cosmonautas garantiram um orçamento significativo do governo para este fim. Eles deverão gastar US$ 12 bilhões nos próximos dez anos - um montante pequeno se comparado com o disponível à Nasa, a agência espacial americana, mas o suficiente para que os russos planejem sua missão tripulada a Marte. Um especialista disse à BBC que isso pode acontecer até 2020. O lançamento do Sputnik foi um passo gigantesco para a humanidade e uma grande jogada de propaganda para os soviéticos em meio à Guerra Fria.   Espaço   Quando pessoas em todo o mundo começaram a olhar para o céu à noite, maravilhadas, tentando ver o pequeno satélite, houve uma percepção de que havia ocorrido uma mudança fundamental. "O lançamento do Sputnik foi tão significativo para a humanidade quanto a descoberta da América por Colombo", disse Yuri Karash, especialista no programa espacial russo. "Ao lançar o Sputnik, a humanidade começou a expandir seu habitat além da Terra." Depois do Sputnik, houve uma série de avanços na conquista do espaço pela União Soviética, impulsionada pela intensa rivalidade com os Estados Unidos. Eles incluem o envio do primeiro homem ao espaço, Yuri Gagarin, e a realização da primeira caminhada espacial.   BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.