FÁBIO MOTTA/ESTADÃO
FÁBIO MOTTA/ESTADÃO

Samu atende mais de cem chamados diários por suspeita de coronavírus em SP

Dados divulgados pela Prefeitura englobam ocorrências de março e abril. Volume total de atendimentos em abril foi 30% superior em relação ao mesmo período do ano passado

Marco Antônio Carvalho e Priscila Mengue, O Estado de S.Paulo

29 de abril de 2020 | 17h19

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) da cidade de São Paulo atendeu o equivalente a 109 chamados por dia referentes a casos suspeitos ou confirmados do novo coronavírus. Segundo a Secretaria Municipal da Saúde, de 1º de março a 24 de abril, foram 5.998 atendimentos dessa natureza.

Os dados foram divulgados pela pasta em meio a um comunicado sobre a atividade do Samu. O Estado informou mais cedo que a Prefeitura desistiu de usar os funcionários do serviço de urgência para verificação de óbito, atribuição que vinha sendo contestada pelos servidores. Eles acreditavam que a atividade consumia recursos que deveriam estar voltados aos atendimentos de emergência. Agora, a gestão Bruno Covas (PSDB) diz que contratará equipes específicas para constatar os óbitos em residência. 

De acordo com a pasta, o volume total de atendimentos nos últimos meses tem sido superior na comparação com o mesmo período do ano passado. No mês passado, o número de atendimentos foi 11,1% maior. No mês de abril, o aumento diário constatado foi de 30%. O Estado registrou 198 mortes em decorrência do coronavírus nas últimas 24 horas, segundo informado pelo governo paulista. O total de óbitos chegou a 2,2 mil. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.