Sangue de africano com suspeita de Ebola já foi enviado para novo teste

O primeiro teste realizado em Souleymane Bah, de 47 anos, deu negativo; ele veio da África em setembro e permanece isolado

Clarissa Thomé, O Estado de S.Paulo

12 Outubro 2014 | 17h27

RIO - O africano Souleymane Bah, de 47 anos, primeiro paciente internado no Brasil por suspeita de Ebola, teve sangue coletado para o exame de contraprova no fim da manhã deste domingo, 12, por médicos do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas (INI), da Fundação Oswaldo Cruz. O material, lacrado numa caixa com quatro camadas de proteção, foi encaminhado para embarque às 14 horas. A previsão é de que chegue à noite ao Instituto Evandro Chagas, no Pará.

O primeiro teste, realizado na sexta-feira, deu negativo. O segundo exame levará 24 horas para ficar pronto - a previsão é de que o resultado seja conhecido somente na noite de segunda-feira, 13. Os médicos consideram que a possibilidade de o teste dar positivo é "baixíssima", já que desde sexta-feira, quando chegou ao INI, Souleymane não tem nenhum sintoma - nem febre, nem dor no corpo.

Ele está bem e não tem nenhuma indicação de que precise ficar internado. O africano receberá alta clínica assim que a contraprova confirmar que ele não tem Ebola. Souleymane só deve deixar o hospital na terça-feira, 14, quando for providenciado o retorno dele para Cascavel, no Paraná, onde estava morando.

Mais conteúdo sobre:
Ebola

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.