Santa Casa pede ajuda para pagar o 13º aos funcionários

Instituição tem dívida de R$ 433 milhões e patrimônio líquido passou de R$ 220,3 milhões em 2009 para R$ 323 mil no ano passado

O Estado de S. Paulo

01 Outubro 2014 | 21h09

SÃO PAULO - Após auditoria nas contas da Santa Casa apontar problemas de gestão e situação econômica complicada, a superintendência da instituição pediu ajuda financeira de R$ 40 milhões ao governo do Estado para o pagamento do 13.º salário aos seus funcionários, segundo reportagem publicada na edição desta quarta-feira do jornal Folha de S.Paulo. A Secretaria Estadual da Saúde e a Santa Casa não quiseram comentar o assunto nesta quarta-feira.

O pedido de ajuda, que teria sido apresentado pela direção da instituição à Secretaria Estadual da Saúde em reunião realizada na terça-feira, ainda está sendo avaliado pela pasta.

Relatório da auditoria feita por uma comissão técnica formada por membros dos governos federal, estadual e municipal apontou que a Santa Casa tem dívida de R$ 433 milhões e que seu patrimônio líquido passou de R$ 220,3 milhões em 2009 para R$ 323 mil no ano passado. A auditoria foi iniciada após a entidade fechar seu pronto-socorro por 30 horas no final de julho por falta de recursos para a compra de materiais.

Após apresentar os resultados da auditoria, o secretário de Estado da Saúde, David Uip, afirmou que o governo irá honrar as despesas da Santa Casa com insumos e pagamento de profissionais, mas não informou ainda qual é o valor da verba de auxílio que deverá ser repassada para a instituição. 

Mais conteúdo sobre:
São Paulo Santa Casa

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.