São 14 os casos confirmados de gripe suína no Brasil

Até agora, foram 6 em São Paulo, 4 no Rio, 2 em Santa Catarina, 1 em Minas Gerais e 1 no Rio Grande do Sul

29 Maio 2009 | 16h48

O Ministério da Saúde divulgou, na noite de quinta-feira, 29, a confirmação laboratorial de mais quatro casos de gripe suína no País. Três dos pacientes moram no Estado de São Paulo e o outro vive em Santa Catarina.

 

especial Mapa: veja como a gripe está se espalhando

especialEntenda a gripe suína: perguntas e respostas 

video Infectologista esclarece cuidados que serão tomados 

mais imagens Veja galeria de fotos da gripe suína pelo mundo   

som 'Meios de transportes facilitam a propagação'

documento Folheto oficial do Ministério da Saúde

 

 

Todos os quatro apresentaram os sintomas da doença após retornarem de viagens dos Estados Unidos e foram atendidos na rede pública de saúde.

 

Detalhes como a idade ou o município de residência desses pacientes não foram relevados.

 

Com esses novos doentes, o total de casos confirmados de pessoas infectadas pelo vírus da influenza A(H1N1) no Brasil chega a 14.

 

Até agora, foram 6 em São Paulo, 4 no Rio, 2 em Santa Catarina, 1 em Minas Gerais e 1 no Rio Grande do Sul.

Em nota, o ministério afirma que “estão sendo realizados busca ativa e monitoramento de todas as pessoas que estabeleceram contato próximo com esses pacientes”.

 

A pasta também diz que “não há evidências de sustentabilidade da transmissão de pessoa a pessoa do vírus A(H1N1), uma vez que, até o momento, foram detectados somente dois casos de transmissão autóctone (dentro do território nacional), ambos com vínculo epidemiológico com o caso índice procedente do México”.

 

Durante um fórum nacional sobre trabalho médico no SUS, ocorrido ontem à noite em São Paulo, o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, afirmou: “Isso (a confirmação de mais casos) significa que a vigilância está operando. Todos os quatro casos são importados e a estratégia é a mesma. Isso tudo está mostrando que o Brasil tem um bom sistema de vigilância.”

Mais conteúdo sobre:
gripe suína influenza A(h1N1)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.