Felipe Rau/Estadão
Felipe Rau/Estadão

São Paulo prorroga até 24 de julho campanha de vacinação contra a gripe

Prorrogação foi anunciada em entrevista coletiva da Secretaria Estadual da Saúde nesta terça-feira, 30. Campanha será voltada à toda a população

Paloma Cotes e Marina Aragão, O Estado de S.Paulo

30 de junho de 2020 | 13h07

O Estado de São Paulo prorrogou a campanha de vacinação contra a gripe até o dia 24 de julho e agora a imunização será voltada para toda a população. "Eu gostaria de anunciar a prorrogação da campanha de vacinação contra a gripe, que terminaria hoje, mas foi estendida até o dia 24 de julho. A partir de amanhã (quarta-feira), ela será acessível para todas as pessoas, não só para os grupos prioritários. Começamos vacinando grupos prioritários", afirmou Paulo Menezes, que é membro do Centro de Contigência contra a Covid-19. 

Segundo ele, a cobertura vacinal foi atingida para idosos, mas ficou abaixo da meta para outros grupos. "Posteriormente, com o avanço da pandemia, outros grupos tiveram uma cobertura abaixo da nossa meta inicial de 90%. No entanto, a vacinação é extremamente importante por várias razões. A primeira porque influenza também pode ser uma doença grave, que pode levar à internação e ao óbito. E, quanto maior a cobertura que conseguirmos, menor o número de casos que vamos ter e menor será a pressão no serviço de saúde", afirmou.  

O governo do Estado informou que a cobertura vacinal entre crianças com idade de 6 meses a menores de 6 anos, gestantes e puérperas, ficou abaixo de 60% e reforçou a importância da imunização para esses grupos. Até a última semana, mais de 14,2 milhões de doses da vacina contra a gripe foram aplicadas em São Paulo.

Ainda segundo a Secretaria Estadual da Saúde, a orientação é para que haja organização de filas nos postos, a fim de evitar aglomerações. Será feita uma triagem, a fim de identificar se a pessoa tem algum sintoma de problema respiratório – presença de febre, tosse, coriza e falta de ar. Nesses casos, a pessoa não será vacinada.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.