São Paulo prorroga até dia 15 vacinação de idosos contra gripe

A meta do Estado é vacinar 80% da população idosa, ou 3,6 milhões de pessoas até a próxima semana

Equipe AE,

08 Maio 2009 | 17h21

Quem tem 60 anos ou mais ganhou uma semana para se vacinar gratuitamente contra a gripe nos postos de saúde do Estado de São Paulo. A campanha de vacinação, que terminaria nesta sexta-feira, 8, foi prorrogada pela Secretaria da Saúde até dia 15, sexta-feira que vem.

 

Segundo o mais recente balanço da secretaria, até terça-feira, 5, apenas 50,9% dos idosos paulistas, ou 2,3 milhões de pessoas, haviam sido imunizados. A meta do Estado é vacinar 80% da população idosa, ou 3,6 milhões de pessoas. A faixa etária com menor cobertura até agora vai dos 60 aos 64 anos. Só 46% das pessoas desse grupo se vacinaram. Os idosos entre 70 e 79 anos foram os que mais procuraram os postos de saúde (54,7%).

 

No País, o objetivo também é vacinar 80% da população de idosos, ou 15,5 milhões de pessoas. Até as 16h20 de hoje, o Ministério da Saúde não havia anunciado prorrogação da campanha. No primeiro dia da vacinação, 25 de abril, o ministério informou ter imunizado 3,3 milhões de pessoas ou 11,7%.

 

Os idosos paulistas podem tomar a vacina em três mil postos ou em duas mil unidades móveis em locais de grande circulação, como supermercados e estações do metrô. O horário de atendimento vai das 8 às 17 horas, de segunda a sábado. Vai haver vacinação ainda em 1,5 mil asilos e casas de repouso do Estado.

 

Só não devem se vacinar os alérgicos à proteína de ovo. Pessoas com deficiência na produção de anticorpos devem consultar um médico. A campanha oferece também para adultos de qualquer idade vacinas contra tétano, difteria, pneumonia e meningite.

Mais conteúdo sobre:
gripe vacinação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.