TIAGO QUEIROZ / ESTADÃO
TIAGO QUEIROZ / ESTADÃO

São Paulo registra 1.021 mortes por covid-19 em 24h; governo alega represamento

Média móvel subiu 33% em uma semana; governo afirma que os dados desta terça são reflexo de represamento do fim de semana

Mariana Hallal, O Estado de S.Paulo

23 de março de 2021 | 11h14

SÃO PAULO - Nesta terça-feira, 23, o Estado de São Paulo registrou 1.021 mortes por covid-19 nas últimas 24h, o número mais alto desde o início da pandemia. O governo alega que isso reflete um represamento de dados de domingo e segunda, quando foram registradas 144 e 44 mortes, respectivamente. Ao todo, 68.623 pessoas morreram de covid-19 em São Paulo. 

Com isso, a média móvel de mortes dos últimos sete dias chega a 532, um aumento de 33% em relação à última terça-feira. No início do mês, a média de mortes diárias era 243, menos que a metade da registrada nesta terça.

Até esta segunda, 12.168 pessoas estavam internadas com covid-19 em leitos de UTI no Estado, enquanto outras 16.871 ocupavam leitos de enfermaria. As taxas de ocupação dos leitos de UTI são de 91,9% no Estado e de 91,6% na Grande São Paulo.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.