Saúde de SP convoca população a doar sangue antes do carnaval

A Secretaria Estadual da Saúde de São Paulo convoca a população a doar sangue antes do carnaval. Até a véspera dos festejos, de 17 a 20 de fevereiro, acontecerá o reforço aos bancos de sangue paulistas. O receio do governo do Estado é que durante o carnaval os estoques cheguem a zero, impossibilitando até mesmo a realização de cirurgias. Tradicionalmente, a secretaria registra redução de 30% no estoque de bancos de sangue em feriados ou períodos semelhantes. Aliado às férias, o carnaval pode fazer essa marca chegar aos 40%. Há cerca de 20 dias, a secretaria vem reforçando as doações de sangue por todo o Estado. O esforço agora é para esta semana pré-carnavalesca. O problema para estocar sangue vem sendo identificado em todo o Estado de São Paulo. Na maioria dos bancos, há menos bolsas do que o ideal. Na cidade de São Paulo, unidades como o Hospital do Servidor Público Estadual e o Hospital Ipiranga estão com seus estoques reduzidos. Em Sorocaba, os estoques estão bem abaixo do necessário. Diariamente, em média, 50 pessoas comparecem ao banco de sangue, mas a necessidade é de 80 doações. O Hospital das Clínicas de Ribeirão Preto também registrou queda. O número de doadores diários despencou de 150 para 50. O ideal para que a média se mantenha boa é de 80 a 100 doadores por dia. Em Campinas, ainda não há estoque baixo, mas nos últimos cinco anos a queda durante o carnaval foi de 62%, em média. Em Marília, estão sendo enviadas cartas aos doadores tradicionais para que compareçam aos bancos de sangue. Qualquer pessoa saudável, com idade entre 18 e 65 anos e peso acima de 50 quilos, pode doar sangue. O candidato deve estar bem alimentado e munido de documento original com foto. Não pode doar sangue quem teve hepatite após os dez anos de idade, seja portador de hepatite B, hepatite C, aids ou seja usuários de drogas injetáveis.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.