Saúde investe R$ 412,7 milhões no tratamento contra o câncer pelo SUS

Medida prevê inclusão de nove procedimentos para tratar tumor de fígado, mama, linfoma e leucemia

AE, Agência Estado

25 de agosto de 2010 | 14h02

O Ministério da Saúde anunciou hoje a liberação de R$ 412,7 milhões para ampliar tratamentos de câncer no Sistema Único de Saúde (SUS). A medida prevê a inclusão de nove novos procedimentos para o tratamento do câncer de fígado, mama, linfoma e leucemia aguda, além do aumento do valor de outros 66 procedimentos de radioterapia e de quimioterapia em até dez vezes, segundo comunicado do órgão.

De acordo com o ministro José Gomes Temporão, esta é a maior mudança na atenção oncológica no País desde 1999, quando foi instituída a nova política para o setor. Os recursos também permitirão a adequação das condições de internação para pacientes com leucemia e a ampliação do atendimento em hospitais-dia, uma modalidade assistencial em regime diário de internação do sistema de saúde brasileiro.

O valor anunciado hoje corresponde a 25% do total investido no tratamento de câncer no ano passado, informa o Ministério da Saúde. O câncer é o segundo grupo de doenças que mais matam no Brasil, atrás apenas das doenças cardiovasculares.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.