Saúde recomenda prorrogar vacinação em 11 Estados

Decisão foi tomada tendo em vista que, segundo balanço parcial, apenas 75% da meta nacional foi atingida

da Redação, estadao.com.br

12 de setembro de 2008 | 15h34

O ministério da Saúde divulgou nesta sexta-feira, 12, o balanço preliminar da campanha de vacinação contra a rubéola, que termina na próxima sexta-feira, 19. Tendo em vista que apenas 75% da meta nacional de 70 milhões foi imunizada, o ministro José Gomes Temporão enviou cartas a 11 Estados recomendando que prorroguem suas campanhas.   Veja também:  Vacinação contra rubéola esvazia bancos de sangue   Amapá, Amazonas,Acre, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins, Goiás, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro e São Paulo (os dois últimos que ficaram com taxas de 62% e 76% de imunização, respectivamente) devem receber a recomendação, que visa a garantir a erradicação do vírus no Brasil.   A Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo ainda não confirmou se seguirá a recomendação federal. Como a campanha ainda continuará com esforços extra nesse fim de semana, a secretaria vai aguardar a liberação do balanço do número de imunizados no Estado, que sai na segunda-feira, 15, para decidir se recomendará a prorrogação.   A secretaria lembrou que muito municípios do Estado já prorrogaram a campanha e que essas iniciativas não são coordenadas pelo Estado.   Um esforço extra será feito para imunizar os homens de São Paulo - em todo o País, a proporção de homens imunizados é inferior á de mulheres. No domingo, 14, a campanha de vacinação chega ao Estádio do Morumbi, na zona sul de São Paulo, onde cerca de 120 profissionais estarão de prontidão para imunizar aqueles que forem assistir ao jogo São Paulo x Flamengo.   Além dessa ação, outros dois esforço de campanha serão feitos nesse fim de semana na capital. No sábado, 13, a campanha estará em 15 estações do Metrô: Itaquera, Artur Alvim, Tatuapé, Brás, Anhangabaú, Barra Funda, Sé, Jabaquara, São Bento, Ana Rosa, Paraíso, Liberdade, Tietê, Santana e Largo Treze. Os postos de vacinação funcionarão das 8h às 17 horas.   Para quem perder essas duas oportunidades há ainda uma outra chance de se vacinar no fim de semana. O Instituto Pasteur, localizado na Avenida Paulista, ficará aberto no sábado e no domingo das 8h às 20h.   Ao se vacinar, homens e mulheres ficam protegidos, eliminando a circulação do vírus do meio ambiente. Em mulheres grávidas, a rubéola causa a Síndrome da Rubéola Congênita (SRC), que provoca malformação congênita e pode levar à cegueira, surdez, retardo mental ou problemas cardíacos dos bebês.   Demais Estados   Para os Estados que não tiveram a prorrogação recomendada pelo ministério da Saúde, a pasta aconselha que se faça busca ativa por não vacinados, detectando grupos que ainda devem ser vacinados. Segundo o ministério, as secretarias municipais e estaduais de saúde podem adotar estratégias locais de abordagem o público-alvo da campanha. Uma alternativa pode ser a implementação de postos volantes.   Os Estados com as maiores taxas de imunização foram Santa Catarina (89,41%), Alagoas (87,13%), Sergipe (84,39%), Pernambuco (83,24), Maranhão (81,57%), Espírito Santo (81,20%) e Minas Gerais (80,22%).

Tudo o que sabemos sobre:
saúdevacinaçãorubéola

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.