Segunda sonda lunar chinesa entra em órbita do satélite

A partir de agora, a Chang'e 2 seguirá uma órbita circular ao redor da Lua

EFE, EFE

06 Outubro 2010 | 09h07

A sonda chinesa Chang'e 2 completou sua viagem até a órbita lunar, informou a agência oficial Xinhua.

 

O Centro de Controle Aeroespacial de Pequim comunicou que a sonda, a segunda do projeto chinês para alcançar a Lua, chegou com sucesso ao ponto inicial de sua órbita lunar, após 112 horas de viagem desde seu lançamento, na sexta-feira, a partir da base de Sichuan, no sudoeste do país.

 

A partir de agora, a Chang'e 2 seguirá uma órbita circular ao redor da Lua, com o objetivo de obter fotografias de alta resolução da superfície lunar e enviá-las à Terra.

 

A sonda tem vida útil estimada em seis meses, custou cerca de US$ 145 milhões e pesa 2,48 toneladas.

 

Após completar seu trabalho, a Chang'e 2 atingirá de maneira controlada a superfície lunar, já que um dos principais objetivos da missão é comprovar a resistência do aparelho.

 

Trata-se da segunda sonda lunar da China. Em outubro de 2007, o país lançou a Chang'e 1, que demorou 12 dias para chegar à Lua.

 

Pequim prevê lançar em 2012 a Chang'e 3. O projeto lunar do país deve culminar entre 2020 e 2030, segundo analistas, com a chegada de um astronauta chinês à superfície da Lua.

Mais conteúdo sobre:
Lua sonda lunar chang'e

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.