Divulgação
Divulgação

Segundo revista, Chineses teriam hackeado satélites dos EUA

'Bloomberg Businessweek' teve acesso a rascunho de relatório de uma comissão do congresso

estadão.com.br,

28 de outubro de 2011 | 15h04

SÃO PAULO - Hackers interferiram com dois satélites norte-americanos quatro vezes entre 2007 e 2008, segundo o site Bloomberg Businessweek. Uma comissão do congresso dos Estados Unidos acredita que os hackers possam ser militares chineses e que a intervenção tenha sido feita de uma estação na Noruega. 

 

O site afirma que as intervenções nos satélites de observação terrestre, como o lançado nesta sexta-feira, foram avaliadas pelo relatório de Revisão Econômica e de Segurança Estados Unidos/China, que será divulgado apenas no próximo mês. 

 

O rascunho, a que o veículo teve acesso, afirma que "tais interferências apresentam diversas ameaças em potencial, particularmente se forem atingidos satélites com funções mais sensíveis."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.