Keiny Andrade/AE
Keiny Andrade/AE

Senado aprova fim dos fumódromos em locais fechados

Texto também prevê aumento de imposto sobre o cigarro e fixa preço mínimo de venda; projeto de lei necessita agora da sanção da presidente Dilma Rousseff

Solange Spigliatti, Central de Notícias,

23 de novembro de 2011 | 17h28

O Senado Federal aprovou nesta terça-feira, 22, o fim dos fumódromos em locais fechados. O texto ainda prevê aumento de imposto sobre o cigarro e fixa preço mínimo de venda. A matéria segue agora para a sanção da presidente Dilma Rousseff.

 

Com a aprovação do Projeto de Lei de Conversão fica proibido, em todo o país, o uso de cigarros em ambientes fechados, os chamados "fumódromos", sejam eles privados ou públicos. O texto também prevê aumento na carga tributária dos cigarros, além de fixar preço mínimo de venda do produto no varejo.

 

Segundo a Agência, fica estabelecida em 300% a alíquota do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) para o cigarro. O aumento no preço do produto está previsto para o início de 2012. Com o reajuste do imposto e o estabelecimento de um preço mínimo, o cigarro subirá cerca de 20%, em 2012, chegando a 55% em 2015.

 

Também se torna obrigatório o aumento de avisos sobre os malefícios do fumo, que deverão aparecer em 30% da área frontal do maço de cigarros, partir de 1º de janeiro de 2016.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.