Senado italiano adia votação de lei do caso Eluana

O governo de Silvio Berlusconi espera aprovar em tempo recorde este projeto de lei

EFE,

09 Fevereiro 2009 | 12h57

Foi adiada para terça-feira, 10, a votação no Senado do projeto de lei que o governo italiano se apressou a apresentar para evitar a morte de Eluana Englaro, que vive em estado vegetativo, e cuja alimentação foi suspensa.   Veja também Entenda o caso Eluana Englaro Opine: você concorda?   A sessão no Senado começará às 8h30 locais (5h30 de Brasília), segundo informou o porta-voz dos senadores do partido governista Povo da Liberdade, Maurizio Gasparri, depois da reunião com os responsáveis dos demais grupos parlamentares.   O governo de Silvio Berlusconi espera aprovar em tempo recorde este projeto de lei antes que "seja demais tarde" e os médicos declarem que as condições físicas de Englaro, de 38 anos e em estado vegetativo desde 1992, são irreversíveis após a suspensão da alimentação.

Mais conteúdo sobre:
eluana caso eluana eutanásia berlusconi

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.