Marcio Fernandes/AE
Marcio Fernandes/AE

Serra come carne suína e se diz alvo de 'montagem desonesta'

Depois de vídeo no Youtube, governador comeu filé mignon suíno no azeite extravirgem com legumes cozidos

Carolina Freitas, da Agência Estado,

12 Maio 2009 | 15h41

Após virar hit na internet com uma declaração editada sobre a gripe suína, o governador de São Paulo, José Serra (PSDB), almoçou com produtores de carne de porco, na capital paulista, para atestar a segurança do alimento. No dia 27, em Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, o governador disse que a gripe era transmitida "dos porquinhos para as pessoas quando eles espirram ou quando a pessoa chega perto do nariz do porco". Desde então, vídeos editados lideram a audiência no site Youtube.

 

Veja também:

link Vídeo de Serra falando dos 'porquinhos' se espalha na internet

especial Mapa: veja como a gripe está se espalhando

especialEntenda a gripe suína: perguntas e respostas 

video Infectologista esclarece cuidados que serão tomados 

mais imagens Veja galeria de fotos da gripe suína pelo mundo   

som 'Meios de transportes facilitam a propagação'

documento Folheto oficial do Ministério da Saúde   

 

Questionado se tinha algum arrependimento de ter dito a frase, Serra disse que não e justificou: "A declaração foi cortada, puseram um trechinho no Youtube, esperando que os jornalistas repercutissem uma montagem desonesta."

 

O almoço aconteceu num restaurante na zona sul da capital. Serra comeu filé mignon suíno no azeite extravirgem com legumes cozidos. Depois do almoço, o governador esforçou-se para desfazer a saia-justa provocada pelas declarações feitas em Ribeirão Preto e passou dois minutos da entrevista coletiva elogiando a qualidade da carne suína.

 

  

"Não há motivo para deixar de comer carne de porco porque batizaram essa gripe de suína", disse Serra. "Pode consumir carne suína à vontade. Vou virar freguês desse filé."

Mais conteúdo sobre:
gripe suína influenza A(H1N1)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.