Servidores da saúde na Bahia encerram greve

Nova paralisação poderá ocorrer em 60 dias caso as negociações não evoluam

Tiago Décimo, O Estado de S. Paulo,

10 Maio 2011 | 11h01

Em assembleia realizada na noite desta segunda-feira, 9, após uma reunião com representantes do governo, médicos e demais servidores da Saúde do Estado da Bahia resolveram encerrar a greve do setor, que havia começado na terça-feira.

De acordo com a direção do Sindicato dos Médicos do Estado da Bahia (Sindimed), o governo mostrou-se interessado em negociar as principais reivindicações da categoria - reajuste na gratificação de incentivo ao desempenho, incorporação da gratificação aos salários e melhores condições de trabalho. A categoria, porém, não descarta nova paralisação, em 60 dias, caso as negociações não evoluam.

Mais conteúdo sobre:
Bahia greve

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.