Reuters
Reuters

Seul envia desinfetante contra gripe A à Coreia do Norte

É a segunda ajuda humanitária da Coreia do Sul ao vizinho pela gripe; país já havia enviado doses de Tamiflu

Efe,

23 Fevereiro 2010 | 10h35

A Coreia do Sul enviou nesta terça-feira, 23, à Coreia do Norte a carga prometida de 200 mil litros de desinfetante de mãos para ajudar o país comunista a combater a gripe A, informou a agência sul-coreana "Yonhap".

 

Veja também:

linkOMS revê nível de alerta da gripe suína

linkNova vacina contra a gripe sazonal deve conter linkvírus H1N1

especialESPECIAL: Entenda a gripe suína 

 

Trata-se da segunda ajuda humanitária direta do Governo de Seul (após a doação de meio milhão de doses de Tamiflu e Relenza no final do ano passado) desde que o conservador Lee Myung-bak assumiu a Presidência sul-coreana em fevereiro de 2008.

 

Os produtos enviados, avaliados em mil milhões de wons (640 mil euros), saíram de Seul em 25 caminhões de carga com destino à estação Bondong, na cidade fronteiriça norte-coreana de Kaesong.

 

Os primeiros casos de gripe A reconhecidos pela Coreia do Norte foram divulgados no dia 9 de dezembro, embora o país comunista até agora não tenha anunciado até agora nenhuma morte causada pela doença.

 

O envio desta terça-feira acontece enquanto as duas Coreias tratam de fixar data e lugar para realizar uma reunião militar para abordar a melhoria das restrições do transporte e comunicações no complexo industrial conjunto de Kaesong, em território norte-coreano.

 

Além disso, ocorre em meio aos esforços internacionais para retomar a reunião de seis lados com China, Japão, EUA e Rússia sobre o desarmamento nuclear norte-coreano, paralisada desde o final de 2008.

 

O negociador sul-coreano para o diálogo nuclear, Wi Sung-lac, inicia nesta terça-feira uma viagem de dois dias a Pequim para abordar o reatamento das negociações.

 

O enviado especial dos EUA para Coreia do Norte, Stephen Bosworth, inicia nesta semana uma viagem por China, Japão e Coreia do Sul para tentar avançar o processo de desnuclearização da Coreia do Norte.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.