DIVULGAÇÃO/PREFEITURA DE TURIÚBA
DIVULGAÇÃO/PREFEITURA DE TURIÚBA

6º caso de zika aumenta preocupação em cidade de 2 mil habitantes

A cidade registra também oito casos confirmados de dengue; moradores fazem fila na única unidade de saúde do município

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

29 Março 2016 | 16h33

SOROCABA - A confirmação do sexto caso do zika vírus afetando um bebê de um ano de idade aumentou a preocupação dos moradores de Turiúba, cidade de 2.009 habitantes, na região noroeste do Estado de São Paulo. A proporção, agora, é de um caso para cada 334,8 moradores. A cidade registra também oito casos confirmados de dengue. O novo caso de zika e dois de dengue, doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti, foram confirmados nos últimos dias. Assustados, moradores fazem fila para atendimento na única unidade de saúde do município.

De acordo com a coordenadora de Saúde, Maria Cristina Garcia, não há motivo para alarme. “Não tivemos nenhum caso grave, tanto que os pacientes, inclusive a criança, foram tratados aqui e estão bem.” Segundo ela, os casos de vírus zika não afetaram gestantes. A doença teria surgido porque o primeiro paciente a apresentar o vírus esteve em Araçatuba, cidade vizinha. “Ele provavelmente contraiu o vírus lá e o trouxe. Como temos o mosquito transmissor, outras pessoas foram infectadas.”

Ainda segundo a coordenadora, as ações contra o Aedes aegypti foram intensificadas, com a vistoria regular dos 700 imóveis da área urbana. A equipe de agentes trabalha também aos sábados. Quando uma pessoa viaja, a própria família observa, no retorno, se ela apresenta algum sintoma de possível infecção. “Há casos também da gripe H1N1 em cidades próximas, por isso a preocupação aumentou”, disse.

Mais conteúdo sobre:
Turiúba

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.