FOTO:WERTHER SANTANA/ESTAD?O
FOTO:WERTHER SANTANA/ESTAD?O

Sindicato dos Comerciários de SP diz que 8,5% dos funcionários testaram positivo para covid-19

Entidade aplicou teste rápido em 384 dos 500 trabalhadores; expectativa é abrir serviço para sindicalizados na próxima semana

Márcia De Chiara, O Estado de S.Paulo

09 de julho de 2020 | 22h39

O Sindicato dos Comerciários de São Paulo já testou 384 dos 500 funcionários. De acordo com presidente do sindicato, Ricardo Patah, 8,5% dos testes tiveram resultado positivo. Isto é, as pessoas já tiveram contato com o novo coronavírus ou estão com a doença, mas de forma assintomática. Os funcionários, cujo resultado do teste foi positivo, estão afastados do trabalho. Eles vão ficar por um período isolados em suas casas.

Na próxima semana, o sindicato irá concluir a testagem dos funcionários que restam e abrir o serviço para os sindicalizados. O teste rápido poderá ser feito por R$ 80. O sindicato fechou acordo com o laboratório Roche para reduzir o preço do exame.

“Estamos sensibilizando as grandes empresas varejistas para que testem todo os funcionários”, diz Patah. Pelo protocolo firmado entre o comércio e a Prefeitura de São Paulo, não existe a obrigatoriedade da testagem por parte dos empregadores.

O GPA, dono das marcas Extra, assaí e Pão de Açúcar, por exemplo, informa que está testando os funcionários sintomáticos para covid-19 no País. Os testes são feitos em clínicas próprias, laboratórios parceiros ou por meio de convênios médicos. A empresa tem 100 mil funcionários e é um dos maiores empregadores do País.

Tudo o que sabemos sobre:
sindicatocomérciocoronavírus

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.