Sírio-Libanês busca pessoas que tiveram câncer de pulmão para testar vacina

Paciente deve ter feito cirurgia recentemente, estar livre de metástase e não fazer quimioterapia

estadão.com.br

10 Junho 2010 | 17h50

SÃO PAULO - O Centro de Oncologia do Hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, procura pessoas que tiveram câncer de pulmão e se submeteram recentemente a cirurgia.

 

O objetivo é realizar um estudo clínico internacional que impeça a volta da doença, o que será feito por meio de um tratamento com vacina que atua contra o antígeno MAGE, presente em uma parcela desses tipos de tumores.

 

Para participar do estudo, os pacientes devem ter passado por cirurgia para remoção do câncer (do tipo tumor positivo de células não pequenas) entre 4 e 12 semanas atrás, estarem livres de metástase e não terem sido submetidos a quimioterapia.

 

Para pessoas que estão em tratamento quimioterápico, o início da participação no estudo deve acontecer de três a seis semanas após o quarto e último ciclo da quimioterapia.

 

Além disso, é necessário que o paciente tenha o antígeno MAGE nas células tumorais, que são avaliadas sem nenhum ônus para o paciente. Os interessados serão analisados para saber se o tipo de células deles são do tipo necessário para a pesquisa.

 

Primeiro, é feita uma triagem por telefone (11 3155-4207) e depois as pessoas são convidadas a comparecer pessoalmente ao Sírio-Libanês.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.