TryJimmy/Pixabay
TryJimmy/Pixabay

Sistema prisional tem primeiro caso confirmado de coronavírus em Praia Grande

Funcionário do setor administrativo está em quarentena desde o último sábado

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

24 de março de 2020 | 22h18

SOROCABA – Um funcionário do setor administrativo do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Praia Grande, no litoral sul de São Paulo, teve teste positivo para o coronavírus. Conforme a Secretaria da Administração Penitenciária, este é o primeiro caso confirmado do novo coronavírus no sistema prisional paulista.

O servidor, que está em quarentena desde o último sábado, 21, quando apresentou sintomas, não teve contato com os presos. Ele está em boas condições de saúde. O CDP de Praia Grande tem capacidade para 564 detentos, mas abriga 1.235.

A pasta informou que todo servidor com suspeita de diagnóstico da Covid-19 está devidamente afastado e segue medidas de isolamento em sua residência, conforme orientações do Comitê de Contingência do coronavírus. “A Secretaria acompanha seu quadro clínico, fornecendo todo o suporte necessário para sua recuperação”, disse, em nota.

No último dia 20, a Justiça de São Paulo deu liminar proibindo a visita aos presos em todas as 176 unidades prisionais do Estado. A decisão foi tomada para conter a proliferação do coronavírus entre agentes penitenciários, presos, visitantes e a população em geral. Anteriormente, havia sido suspensa a saída temporária dos detentos do regime semiaberto.

Receba no seu email as principais notícias do dia sobre o coronavírus

Para Entender

Coronavírus: veja o que já se sabe sobre a doença

Doença está deixando vítimas na Ásia e já foi diagnosticada em outros continentes; Organização Mundial da Saúde está em alerta para evitar epidemia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.