Só 5,9% são usuários dos melhores planos de saúde, mostra índice

Porcentual corresponde a clientes de operadoras que obtiveram notas de 0,8 a 1 (a maior) em pesquisa da ANS

Roberta Pennafort, O Estado de S. Paulo

02 Dezembro 2013 | 15h44

Texto corrigido às 17h12.

RIO -  A Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) divulgou nesta segunda-feira, 2, pesquisa que mostra que 63,5% dos beneficiários de planos de saúde do País estão em operadoras que obtiveram nota igual ou superior a 0,6 no índice que vai de zero (o pior possível) a um (o melhor). E apenas 5,9% são clientes das que tiraram entre 0,8 e 1. O Índice de Desempenho da Saúde Suplementar (IDSS), medido anualmente, é um dos componentes do programa de qualificação das operadoras de saúde da ANS. Ele avalia aspectos como a assistência, a situação econômico-financeira das empresas, sua estrutura e a satisfação do beneficiário, num total de 33 indicadores.

A aferição começou em 2008 e tem como objetivo a melhoria do setor. Segundo a ANS, a pesquisa mostra uma atenção maior por parte das operadoras às exigências que lhes têm sido impostas. Todos os dados estão disponíveis ao consumidor no site http://www.ans.gov.br/. Participaram 89 operadoras de médio e grande porte (que atendem a mais de 20 mil beneficiários), o que corresponde a 25% do mercado de saúde suplementar no Brasil.

Mais conteúdo sobre:
ANS plano de saúde

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.