Reprodução/Facebook
Reprodução/Facebook

Sobe para dez o número de mortes por coronavírus em asilos de Piracicaba

Vigilância Sanitária de Piracicaba confirmou nesta segunda-feira a morte de dois idosos do asilo Residencial Bem Viver

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

04 de maio de 2020 | 22h47

A Vigilância Sanitária de Piracicaba confirmou nesta segunda-feira, 4, a morte de dois idosos do asilo Residencial Bem Viver, em Piracicaba, interior de São Paulo. Com os novos óbitos, sobe para dez o número de idosos residentes em asilos vitimados pelo coronavírus na cidade. As outras oito mortes foram registradas no Lar Betel, entre os dias 23 de abril e 1.o de maio. No total, Piracicaba registra 13 mortes pela covid-19.

Conforme a Vigilância, outros nove idosos e cinco funcionários do Bem Viver testaram positivo para a doença. O primeiro óbito vitimou uma idosa de 80 anos, retirada pela família do asilo já com sintomas. Ela chegou a ficar internada no Hospital Regional de Piracicaba e morreu neste domingo, 3. Já a segunda vítima, uma residente de 85 anos, morreu na madrugada desta segunda-feira, 4, após ser internada no mesmo hospital.

Outros três idosos estão internados em hospitais da cidade. Há ainda dois em isolamento no próprio asilo e cinco que já foram considerados curados. A direção do Bem Viver informou que a Secretaria de Saúde municipal fez os testes rápidos em idosos e funcionários e que medidas de controle do surto foram tomadas em conjunto com autoridades médicas municipais.

No Lar Betel, segundo a Vigilância, foi concluída a aplicação de testes com a constatação de que 41 dos 82 idosos residentes foram infectados pelo coronavírus. Dos 75 funcionários, 25 contraíram o vírus. O Ministério Público estadual abriu procedimento para apurar as 8 mortes na unidade. Além dos 13 óbitos, Piracicaba registra 152 casos confirmados e 169 suspeitos da doença.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.