Sobem para 9 as mortes supostamente causadas por remédio em MG

Proprietário da farmácia responsáveldeve prestar depoimento às 14 horas desta quarta-feira

Solange Spigliatti, estadão.com.br

14 de dezembro de 2011 | 10h14

 SÃO PAULO - Mais uma pessoa morreu, subindo para nove o número de óbitos possivelmente causados pela ingestão de um medicamento, produzido por uma farmácia de manipulação em Teófilo Otoni, em Minas Gerais, segundo informações da Polícia civil.

 

O proprietário da Fórmula Pharma, farmácia responsável pela manipulação do Secnidazol 500mg, Henrique Luiz Portilho, deve prestar depoimento às 14 horas desta quarta-feira, 14, em Teófilo Otoni. Há suspeita de que o produto, indicado para o tratamento de verminoses, foi contaminado com um anti-hipertensivo, causando a morte de outras oito pessoas em Teófilo Otoni e outros municípios do Vale do Mucuri.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.