Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

Somos o país da vacina; leia análise

Especialista lembra que o Brasil tem uma longa história de sucesso em imunizações

Renato Kfouri*, O Estado de S.Paulo

21 de outubro de 2021 | 05h01

O Brasil atinge a importante marca de 50% de sua população com o esquema vacinal completo contra a covid-19. Isso significa que mais de 106.7 milhões de brasileiros já receberam as duas doses do imunizante ou a vacina de dose única.

Se formos considerar o público elegível para a vacinação, ou seja, os maiores de 12 anos de idade, atingimos praticamente dois terços desta população completamente vacinada.

Para quem atua na área há décadas esse fato não causa surpresa. Temos uma longa história de sucesso em imunizações; o Brasil e as Américas foram pioneiros no controle, eliminação e erradicação de várias doenças; não seria diferente com a covid-19.

Temos um programa de vacinação estruturado, gratuito, capilar e sólido, inserido no nosso SUS, que resiste ao descaso e a constante falta de investimentos.

Além disso, diferente de outros países onde a recusa e a hesitação em vacinar é um grande desafio, por aqui encontramos confiança e aceitação. Ponto para nós!

O que nos faltava eram vacinas! À medida que chegavam, rapidamente eram administradas, e não faltaram nas redes sociais selfies e registros desse marcante momento para todos. 

Os desafios não param: término dos esquemas iniciados, doses de reforço para os grupos mais vulneráveis, vacinação dos adolescentes, imunização de crianças quando as vacinas estiverem disponíveis...

Não somos somente o país do futebol e do carnaval!

* PEDIATRA INFECTOLOGISTA E DIRETOR DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE IMUNIZAÇÕES

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.